5 perguntas para Allan Cosgrove

Músico inglês traz ao Brasil em agosto o musical sobre o Fleetwood Mac

Allan Cosgrove (penúltimo) e a banda Rumours of Fleetwood Mac (Foto: Divulgação)

 

Nascido em Liverpool, em 1960, o músico Allan Cosgrove cresceu ouvindo, é claro, Beatles e outras bandas da cidade. Aos 10 anos ele começou a levar a sério a ideia de tocar bateria. "Decidi que eu queria ser o próximo Ringo Starr. O que certamente não aconteceu", brinca ele. E se não rolou ser Ringo, ele segue representando muito bem outro personagem importante do rock: o baterista Mick Fleetwood.

 

Lá pelos anos 1970, quando as grandes bandas começavam a se desfazer, novidades foram aparecendo. Uma delas, o Fleetwood Mac, liderada por Peter Green e cofundada pelo batera Mick. "Me lembro da primeira vez que ouvi Mick tocando 'Shake Your Money Maker'... Eu estava viciado. Em 1977 eu já era um grande fã da banda e, claro, o álbum Rumors foi lançado, possivelmente um dos maiores álbuns de todos os tempos", diz Cosgrove.

 

Toda essa paixão pela banda levou o músico a criar um projeto cover e rodar o mundo tocando as músicas do Fleetwood: a Rumours of Fleetwood Mac. Na estrada há 20 anos, a banda cover coleciona elogios dos integrantes originais e desde 2016 está rodando um musical homenageando os 40 anos de 'Rumors', disco que tem, entre outras, as faixas 'The Chain', 'Dreams', 'Don't Stop' e 'Go On Your Way'.

 

O Fleetwood Mac teve diversas formações. A mais famosa é que reúne Mick, John McVie (baixo), Christine McVie (teclado, vocal), Stevie Nicks (vocal) e Lindsey Buckingham (guitarra, vocais). A entrada dos dois últimos, em 1974, deu novos ares ao grupo. Mas, junto com o sucesso vieram crises, hiatos, problemas com drogas e brigas entre os integrantes. Ou seja, um belo pano de fundo para uma história sobre uma banda de rock.

 

Em agosto o Rumours os Fleetwood Mac chega ao Brasil para uma série de apresentações: dia 15 de Agosto, em São Paulo, no Espaço das Américas (mais infos aqui); dia 16 no Rio de Janeiro, no Vivo Rio (mais infos aqui), e no dia 17 em Belo Horizonte, no Teatro Palácio das Artes (mais infos aqui). 

 

O Azoofa bateu um papo com Cosgrove, que conta mais dessa empreitada. 

 

O que vocês estão esperando nessa primeira vinda ao Brasil?

 

AC - Há muita expectativa. Muitos de nós nunca estivemos na América do Sul e agora vamos passar por Brasil, Chile, Paraguai, Argentina e Peru. O melhor das músicas do Fleetwood é que embora a banda tenha começado há mais de 50 anos, as músicas ainda estão atuais e foram trilha sonora para muita gente.

 

 

O encarte do disco Rumours, de 1977

 

 

É um show mais para fãs ou para todo mundo?

 

AC - É tanto para fãs da banda para fãs de rock clássico. Há muitas músicas para tocar e nós poderíamos ficar, literalmente, a noite toda tocando, hit após hit. A gente também gosta de inserir algumas faixas que vocês talvez tenham perdido; apenas algumas que nós esperamos que os fãs gostem. 'Silver Springs' é um bom exemplo disso. É uma faixa que não entrou no disco por falta de tempo.

 

Qual é a parte mais difícil em fazer um musical deste tipo?

 

AC - A primeira parte e a mais importante é encontrar um corpo de músicos que tenha a vibração da banda homenageada, tanto artistica quando espiritualmente falando. É um requisito no RFM que para entrar o músico tenha compreendido a música do Fleetwood Mac. A partir daí a gente ensaia para chegar no tom em que a música foi gravada por eles, buscar cada detalhe. Nosso show também usa mídia e iluminação com grande efeitos para produzir atmosferas místicas e emotivas. Todos nós ainda estamos aprendendo e nos esforçando em cada turnê para melhorar nossas apresentações ao vivo.

 

 

Nos projetos de bandas covers é raro que integrantes originais participem. No caso do Rumours of Fleetwood Mac vocês já tiveram várias vezes a companhia do Mick e do Rick Vito (guitarrista). Como é isso?

 

AC - É inacreditável, mas é verdade. Mick tem sido muito favorável desde o começo e de fato fez o show. Foi a mãe de Mick, Biddy, que se apresentou a nós há tantos anos em Salisbury, no Reino Unido. Ela se tornou uma amiga e sugeriu que Mick assistisse ao show. Ele tem sido muito gentil e solidário até hoje. Nós então tivemos um encontro casual com Rick Vito enquanto ele estava visitando e tocando no Reino Unido. Ele concordou em tocar em alguns dos nossos shows. É impressionante quando pensamos que membros originais agraciam nosso palco e compartilham seu talento conosco. Não há melhor aprovação que essa.


'Rumors' é o disco mais importante do Fleetwood. O que há de tão especial nele?

 

AC - Existem três elementos que contribuem para o brilhantismo do álbum: as letras, os arranjos e a produção sonora. As gravações captaram um momento no tempo. As músicas eram as histórias das vidas dos integrantes, sem restrições. Algumas dessas performances eram dolorosas, outras eram sol puro. É um álbum muito original produzido por Ken Caillat Richard Dashut e simplesmente fabuloso tocar com grandes instrumentações sonoras e performances vocais clássicas.

 

Quem escreveu
Andréia Martins

É jornalista, trabalhou com edição e reportagem nos portais Vírgula, Globo.com e UOL cobrindo música, política e internacional. Hoje segue na redação e também é editora do Roteiros Literários, sobre literatura e viagem, e do blog Quadrinhas, sobre quadrinhos feitos por e sobre mulheres.

Comentários
Postagens relacionadas

13/11/2019 Geral, Entrevistas

LUCAS, DA MAGLORE, LANÇA CLIPE SOLO

08/11/2019 Geral

LANÇAMENTOS DE NOVEMBRO

07/11/2019 Geral, Entrevistas

O MANIFESTO AFRO, POP E ROCK DE CHICO CESAR

04/11/2019 Geral, Entrevistas

JÁ OUVIU: DENITIA

Shows relacionados
CLUBE DO BALANÇO
13/12/2019 - 22:00 hs
Estação Marquês
R$25 a
R$50
comprar
CLUBE DO BALANÇO
SIM SÃO PAULO 2019
05/12/2019 - 12:00 hs
até 08/12/2019 - 12:00 hs
Vários Locais
SIM SÃO PAULO 2019
JAZZ IN FESTIVAL
03/12/2019 - 21:00 hs
até 07/12/2019 - 17:00 hs
Teatro Porto Seguro
JAZZ IN FESTIVAL
EVA WILMA
29/11/2019 - 21:00 hs
até 30/11/2019 - 21:00 hs
SESC Ipiranga
EVA WILMA
NOMADE ORQUESTRA
29/11/2019 - 20:30 hs
até 30/11/2019 - 20:30 hs
SESC Av. Paulista
NOMADE ORQUESTRA
MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA
14/11/2019 - 00:00 hs
até 30/11/2019 - 00:00 hs
Vários Locais
MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA